voltando

senti uma certa urgência em voltar a escrever, na verdade já venho sentindo essa vontade faz um tempo, é algo com o qual eu fico namorando entra ano e sai ano mas que nunca se transforma em alguma coisa concreta porque bem, a vida é cheia de distrações e compromissos e preocupações e grandes tragédias humanitárias que acabam tomando um pouco mais de espaço na cabeça da gente

mas estou aqui de qualquer forma, tentando, mais ainda agora que finalmente me livrei daquele grande vício que era o twitter, na humildade, em minúsculas, pra que toda aquela pretensão esquisita que sempre me acompanhou em tudo o que fazia tenha menos influência nos meus, modestos, exercícios criativos e que esses exercícios passem a se tornar uma prática natural, menos pela ambição mas muito mais pela necessidade, pela urgência que me exige botar as coisas pra fora, falar das minhas reflexões e, quem sabe no meio disso tudo, produzir alguma coisa que valha a pena dividir com os outros, olha a pretensão aí, sempre à espreita

mas é isso, daqui uns dias eu faço trinta! olha só, nisso tudo eu vou percebendo que algumas coisas não me cabem mais, sei lá, vão perdendo a graça, enquanto que umas outras me cabem um tanto, preciso olhar mais pra elas, é isso então, de volta sabe-se lá por quanto tempo